terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

70

Ilustração publicada no blog Passeio Literário  http://angelafakir.blogspot.com.br/2014/02/lagrimas.html
De onde estava sentado pôde ver os olhos da mulher tornarem-se repentinamente úmidos. Notou o movimento sutil de sua garganta como se engolisse algo áspero, percebeu que ela apertava com a mão esquerda os dedos da mão direita. Sentiu-se incomodado quando a umidade dos olhos dela cresceu e vazou em grossas lágrimas que percorreram lentas o rosto negro.
Olhou em volta procurando mais alguém entre todas as pessoas que estavam no local que assim como ele houvesse percebido a dor estampada naquele rosto sentado na mesa logo a frente da sua, que fizesse algo que o eximisse de mover-se na direção daquela desconhecida, ou ao menos partilhasse da culpa por omitir-se. Não encontrou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário